sábado, 6 de setembro de 2014

Santana do Cariri - CE - Enviado do Papa Francisco visita a Serva Benigna!


Representante do papa visita Santana do Cariri em busca de mais informações sobre a mártir


A Igreja Matriz de Nossa Senhora Sant´Ana

é vista como um dos locais de maior visitação na

região do Cariri por fiéis, curiosos e estudiosos.

(Foto: Roberto Crispim)

Enviado pela Santa Sé para representar o Vaticano durante as comemorações dos festejos em torno do centenário da Diocese de Crato, o cardeal dom João Braz de Aviz, prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica, em Roma, visitou, na tarde de ontem, em Santana do Cariri, o Memorial construído no bairro Inhumas para homenagear a jovem Benigna Cardoso.


Popularmente conhecida como mártir da castidade, a menina tem processo de beatificação analisado por um tribunal formado pela Congregação para a Causa dos Santos, do qual participam peritos, legistas e especialistas em Direito Canônico.


Membro das Congregações para o Clero, para a Educação Católica e do Comitê Pontifício para os Congressos Eucarísticos Internacionais, dom Braz de Aviz esteve acompanhado por 15 bispos da Regional Nordeste I, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). A visita teve como finalidade a busca por maior conhecimento da história da jovem mártir que deu a própria vida em defesa de sua castidade. O convite para visitação à Santana do Cariri foi feito pelo bispo diocesano de Crato, Dom Fernando Panico.


Romaria


O número de fiéis que visitam a cidade aumenta anualmente durante a romaria realizada para que os católicos possam fortalecer a fé junto à mártir e pedir graças.


A Igreja Matriz de Nossa Senhora Sant´Ana, onde repousam os restos mortais de Benigna Cardoso, é considerada um dos locais de maior visitação na região do Cariri por fiéis, curiosos e estudiosos que se dedicam a trabalhos sobre a história da adolescente assassinada no local há cerca de 73 anos.


Foi essa movimentação, retratada à Santa Sé por meio dos documentos encaminhados pela Diocese de Crato durante a primeira fase do processo de beatificação da jovem, que aguçou a curiosidade do cardeal durante a sua ida aos locais consagrados pela presença maciça dos fiéis.


Dom Braz Aviz diz ter ficado surpreso com a fé das pessoas. "Eu não tinha ideia do que iria encontrar aqui. Por onde a gente passa, o povo olha, pergunta, reza junto. Isso tudo é muito significativo, sem dúvida", avaliou o religioso.


Oficialmente, o cardeal representa o próprio papa Francisco nas comemorações do Centenário da Diocese de Crato. Na última segunda-feira (1º), dom Braz Aviz coroou a imagem de Nossa Senhora da Penha, padroeira da Diocese. A coroa foi um presente do Vaticano. Na mesma ocasião, participou de um primeiro encontro com os bispos da Regional Nordeste I da CNBB, que permanecem no município. Na manhã de hoje, ele se reunirá com religiosos na Basílica Menor de Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro do Norte.


O cardeal também avaliou que a Diocese de Crato expressa uma fé muito calorosa e a devoção ao Padre Cícero, cujo processo de reabilitação também está tramitando no Vaticano, estimula milhares de fiéis a estarem próximos de Deus.


"É uma devoção que cresce constantemente. Tenho certeza que o papa Francisco está olhando com muito carinho para o apelo destes milhares de fiéis", afirmou.


O bispo diocesano de Crato, dom Fernando Panico, não descartou a possibilidade de a visita do representante de Roma à Santana do Cariri contribuir para o processo de beatificação da mártir Benigna.


"O cardeal, bem como todos os demais bispos que estão reunidos em Crato, veio a Santana para conhecer de perto um pouco da espiritualidade ao redor da menina Benigna, morta para defender a sua castidade. Creio que ele, ao retornar a Roma, deverá, sim, levar sua opinião ao Santo Padre em relação ao que viu aqui", observou dom Fernando Panico.


Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário